Líderes e a Síndrome do Macho Alfa

sindrome-do-macho-alfaPrimeiramente vamos entender o que é alfa.

No mundo animal, alfa é utilizado para classificar o animal dominante entre o bando, no alfabeto grego é a primeira letra, em astronomia, alfa é a estrela que mais brilha ou a principal de uma constelação. No mundo corporativo não poderia ser diferente, alfas são os grandes líderes, os que se destacam da maioria, os que brilham e normalmente dominam o ambiente.

Em toda a história da humanidade tivemos casos de Alfas, sempre obstinados e focados em resultados e valores pessoais, moveram multidões para atingirem seus objetivos, temos exemplos de alfas sadios: Mahatma Gandhi, Nelson Mandela, Martin Luther King Jr, que libertaram nações. Ainda alfas, porém em uma vertente doentia: Adolf Hitler, Benito Mussolini, Sadan Hussen, que usaram sua persuasão para conduzir pessoas à aniquilação de povoados.

O que tinham esses grandes Alfas citados?

Todos eles tinham personalidade forte, eram muito inteligentes, confiantes e intensos, por isso geraram credibilidade entre os seus comandados.

De acordo com Ludeman e Kate, escritores da obra “Alpha Male Syndrome” (2007), estima-se que, 75% dos grandes líderes do mundo são alfas, e o grande problema está na leitura que fazem de como atingiram o topo, acreditam que isso só ocorreu porque o seu ritmo e a sua pressão perceber freqüentemente isso nas empresas, líderes que atuam pela pressão e pela força apesar de possuírem o carisma dos colaboradores.

O fato é que os alfas têm um potencial elevadíssimo, são velozes no raciocínio, na tomada de decisão, na resolução de problemas, normalmente estão com pensamentos sempre a frente dos demais, porém, isso só será benéfico se eles souberem minimizar o impacto negativo e maximizar o positivo entre seus colaboradores, dessa forma eles com certeza atingirão seus objetivos e levarão suas equipes ao ápice rapidamente, e para que isso ocorra é necessário que esses líderes (Alfas) tenham discernimento, e utilizem essa sua potencia para favorecer a empresa e a seus projetos pessoais.

Comece a observar ao seu redor e de repente à si mesmo, e com certeza começará identificar os alfas, pois eles são intensos, é fácil percebê-los.
Será que você é alfa? Se for, será que você é capaz de fazer uma auto-análise e mudar?
Ou mais uma vez irá dizer: “Não vou mexer, pois assim está dando certo e as pessoas me respeitam”.

Mude antes de sabotar a si próprio e a sua empresa.

Deixe uma resposta